veganismoxcomer carne

VEGANISMO X CONSUMO DE CARNE
7 Argumentos a favor do Veganismo

capa_motivos_vegan

Hoje, vou mostrar 7 argumentos a favor do veganismo, baseado no impacto que o consumo da carne causa no nosso Planeta. Desde que aderi ao vegetarianismo aos 19 anos, em 1989, e em 2015 ao veganismo, sempre ouço uma pergunta feita por algumas pessoas que ainda não conhecem os princípios do movimento vegan. A pergunta é: Aderir ao veganismo, e consequentemente ter uma dieta vegana, não destrói mais o nosso planeta, especialmente as florestas, mais que o consumo da carne?
Então, respondo esta pergunta, usando alguns argumentos que aprendi vendo o filme A Engrenagem, produzido pelo Instituto Nina Rosa.

Sempre uso as informações do filme A Engrenagem para responder se o veganismo realmente destrói nossas florestas e os outros ecossistemas. Afinal, ao longo dos meus 28 anos como vegetariana, este foi o único filme, entre tantos outros filmes e documentários que assisti, que me deu os argumentos mais precisos sobre os impactos que o consumo de carne causam no nosso planeta.
Então, agora vou apresentar quais os 7 argumentos que comprovam o impacto do consumo de carne sobre os ecossistemas da Terra. Além disso, estes argumentos são bons motivos para aderir ao veganismo. Vamos aos argumentos!
1 – Argumento: Todos os anos são mortos 70.000.000.000 de animais para o consumo humano. No Brasil há mais bois que pessoas, sendo também criados para o abate, bilhões de frangos, porcos, entre outros animais. Para alimentar estes bilhões de animais é necessário muita comida, água e espaço para criá-los e em seguida serem mortos para servirem de alimento.
Como consequência desta criação intensiva de animais, uma área da Amazônia equivalente a Itália, Alemanha e Áustria juntas, foi desmatada e o grande responsável por este desmatamento é a pecuária.
2 – Argumento: 91% das áreas desmatadas são formadas por pastos e plantações de grãos que vão servir de ração para os animais que são criados para o abate, ou seja, especificamente para o consumo da carne. São mais de 70 milhões de hectares desmatados por causa da pecuária. Além disso, a devastação das florestas tem um imenso impacto sobre a biodiversidade, pois destrói o solo e polui os rios.
3 – Argumento: No Brasil, um boi ocupa em média um hectare (10 mil m2) e demora 2 a 3 anos para crescer e gerar cerca de 210kg de carne. Se esta área fosse destinada à agricultura, seria possível produzir os seguintes vegetais: 5t de feijão ou 16t de trigo ou 4t de cenoura ou 40t de tomate ou 13t de arroz ou 23t de milho.
4 – Argumento: A cadeia de produtos animais utiliza muita água. Por exemplo, para produzir um ovo de granja são gastos 200 litros de água; 1kg de carne bovina, 15.400 L; 1 bife de 200g, 3000 L; 1kg de carne suina, 5.988 L; 1kg de queijo, 5.288 L; 1kg de frango, 4.325 L. Entretanto, para produzir 1kg de milho são necessários 1.222 litros de água; 1kg de banana 790L; 1kg de laranja 560 L.
5 – Argumento: Embora seja amplamente divulgado que os animais criados para o abate são destinados a alimentar a população do nosso planeta, isto é um mito. Existe 1 bilhão de pessoas passando fome no mundo, mas não porque não existem alimentos. Estas pessoas estão passando fome, porque mais da metade da produção mundial de grãos é consumida na forma de ração por estes animais. Apenas metade dos grãos e hortaliças que estes animais consomem seriam suficientes para acabar com a fome no mundo.
6 – Argumento: Animais como suinos e aves são criados em sistemas intensivos que abrigam milhares de animais. Os dejetos destes animais poluem o solo, os lençóis freáticos, os rios e o mar. Além disso, 80% das espécies marinhas exploradas pela pesca já estão esgotadas ou em declínio.
7 – Argumento: Estes animais como galinhas, suinos são amontoados em galpões e acomodadas até 22 aves em um espaço de 1m2. Na criação intensiva, os porcos são criados na sujeira e amontoados. As porcas usadas para reprodução passam longos perídos em baias tão pequenas que não conseguem virar o corpo. Estes animais vivem para sempre presos, nunca verão ou sentirão o sol, nunca pisarão na grama, nunca poderão brincar ou correr, ou seja, jamais sairão destes galpões. Na verdade sairão, quando chegar o dia que serão mortos para servirem de alimento para os humanos.
Além dos 7 argumentos a favor do veganismo, no filme A Engrenagem alerta que não devemos nos iludir em relação a produção de “carne orgânica”. O alerta é devido a estes sistemas de criação de animais para obtenção da “carne orgânica” poderem até ser menos nocivos ao meio ambiente, mas os animais também são criados para serem mortos.
Na Emgrenagem é transmitida uma mensagem essencial, que esta indústria cruel persiste, porque existe a procura pela carne destes animais. Então, são os consumidores que tem o poder de fazer parar esta “engrenagem”. Se as pessoas não consumirem carne, esta indústria vai a falência.
Estes são alguns argumentos que achei muito úteis para provar que o veganismo é a melhor opção para ter um estilo de vida, que além de respeitar o direito dos animais, também é um modo de vida saudável e sustentável, que causa menos impacto ambiental no nosso planeta.
Então, da próxima vez que alguém disser que o veganismo é o causador da destruição dos ecossistemas da Terra, você pode responder usando as informações do filme A Engrenagem. Lembrando que neste post, não coloquei todos os argumentos, pois existem muitos outros, apresentados neste filme. Se tiverem interesse em assistir A Engrenagem, CLIQUE AQUI!
PARA VER O MEU VÍDEO NO YOUTUBE SOBRE OS 7 ARGUMENTOS A FAVOR DO VEGANISMO CLIQUE AQUI!
*Espero que tenham gostado deste post. Gostaria de saber sua opinião sobre este assunto.
Anúncios