Arquivo da categoria: TOXOPLASMOSE

A verdade sobre a Toxoplasmose

TOXOPLASMOSE: Não é necessário expulsar os animais de estimação de casa quando você engravidar.

RELATO DE UMA CONSULTA MÉDICA

Foto: Chloe Sevigny e seu gato.
Foto: Chloe Sevigny e seu gato.
Há algumas semanas recebi em meu ambulatório uma paciente gestante que vinha encaminhada por seu médico obstetra. Ela chegou angustiada e solicitava algumas orientações. Vou transcrever a consulta.
Paciente: Bom dia, disse-me a mulher, estou grávida de 3 meses e iniciei o pré-natal. Na primeira consulta o médico fez algumas perguntas e solicitou vários exames. Quando lhe disse que eu tinha uma gatinha em casa ele recomendou que desfizesse-me dela pois, poderia transmitir uma doença chamada toxoplasmose que poderia causar dano ao meu bebê. Fiquei muito preocupada mas, adoro minha gatinha e queria saber como proceder?
Médica: É verdade que a Toxoplasmose é uma doença infecciosa causada por um microorganismo chamado Toxoplasma gondii e, que pode ser transmitida pelas fezes do gato, mas fique tranqüila, porque não há nenhuma necessidade de desfazer-se de seu animalzinho de estimação.
Paciente: Só existe esta forma de transmissão?
Médica: Não. A ingestão de carnes mal cozidas também é uma das formas de transmissão.
Paciente: Quais são os sintomas?
Médica: Sua manifestação clínica é variada. Na maior parte dos casos não apresenta sintomas mas, pode causar febre com surgimento de gânglios pelo corpo, principalmente no pescoço e comprometimento dos olhos com distúrbios da visão.
Paciente: Não há como evitar a contaminação?
Médica: Sim, as formas de prevenção interrompem as vias de transmissão. Normas básicas de higiene são necessárias e suficientes para evitar a doença não havendo necessidade de qualquer pessoa ter que se desfazer de seu animal, incluindo gestantes e pessoas com baixa resistência imunológica. Estas normas são: 
Não ingestão de carnes mal cozidas;
Lavar as mãos após a limpeza das caixas higiênicas dos gatinhos.
Portanto, se você seguir estas orientações de maneira adequada não há necessidade de desfazer-se de sua gatinha.
“Animais transmitem doenças”: este é um paradigma, inclusive entre médicos. No entanto, afirmo que animais saudáveis não transmitem doença e que o proprietário responsável, que cuida e preserva a saúde de seus animais e, que tenha hábitos higiênicos não apresenta riscos de infecção.
Só depende de cada um a preservação de sua própria saúde ao lado de seu animal, também saudável.
Paciente: Muito obrigada pelo esclarecimento. Agora fico mais tranqüila. A mulher despediu-se e saiu.
É importante que esta informação seja divulgada para que os animais não sofram por causa da ignorância das pessoas.
Profa  Nédia Maria Hallage
Médica Infectologista e Epidemiologista
Pós-graduada pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP
Professora da matéria na Faculdade de Medicina do ABC
Fonte: A Coragem de Fazer o Bem – Instituto Nina Rosa – Projetos por amor à vida.
E-mail: institutoninarosa@terra.com.br
Anúncios